• Pós-operatório é coisa séria!

    28/12/2015 - Cirurgia Plástica

    Qualquer intervenção cirúrgica é um processo de invasão no corpo, e por mais especializada que seja, o organismo sofre alterações durante o percurso. Sendo assim, o tempo para se recuperar totalmente e voltar à rotina é necessário e não há como fugir dele. O sistema imunológico se abala, a circulação, a cicatrização e a eliminação de líquidos ficam mais dificultadas, e tudo isso precisa ser muito controlado para não desandar.

    Um conjunto de boas práticas no pós-operatório resulta em uma recuperação mais rápida e eficiente. De um modo geral, a boa alimentação, repouso, consumo de muita água, o não consumo de álcool e outras drogas, evitar se expor ao sol e trocar sempre os curativos são as recomendações. Mas além disso, cada procedimento tem seus cuidados especiais que serão indicados pelo médico.

  • A influência das irmãs Kardashian no ramo da cirurgia plástica

    21/12/2015 - Cirurgia Plástica

    O império construído pelas irmãs Kardashian é notório, mas não há dúvida que o alicerce para a construção desse reinado é a beleza dessas moças. Kim, Khloé, Kylie e Kendall se tornaram modelos estéticos a serem seguidos, e muitas mulheres passaram a tê-lo como grande objetivo. E esse interesse aumenta por conta dos rumores que rondam sobre as cirurgias plásticas que as irmãs já teriam feito.

    O grupo de clínicas Transform do Reino Unido afirmou ter tido um aumento de 73% nos pedidos de cirurgias plásticas inspiradas nas Kardashian. O comentado preenchimento de lábios feito por Kylie Jenner em maio foi responsável por um aumento absurdo e instantâneo na procura por esse procedimento. Junto disso, os aumentos das nádegas com inspiração em Kim e Khloé teria aumentado em 54% de acordo com a Transform.

    Essa tendência não se restringe ao Reino Unido, pois o “efeito Kardashian” está disseminado por todo o mundo ocidental. A revista People apontou que as cirurgias e tratamentos estéticos para adquirir semelhança com o clã aumenta sem parar. Só as cirurgias glúteas teriam dobrado entre 2013 e 2014, segundo a Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos. Mas vale ressaltar: não é recomendado fazer cirurgia plástica para ficar parecido com algum famoso, pois dificilmente isso vai acontecer. O que pode ser feito é uma pesquisa de inspirações com os resultados que se quer, mas sem seguir à risca.

    Fonte: http://activa.sapo.pt/famosos/2015-11-29-As-irmas-Kardashians-fazem-maravilhas-pelo-negocio-da-cirurgia-plastica–rabos-grandes-estao-in-

  • Cirurgia pós-parto deve ser bem pensada

    02/12/2015 - Cirurgia Plástica

    A gravidez é um momento que acarreta em muitas mudanças corporais na mulher, como transformações hormonais e adaptações orgânicas. E essas mudanças muitas vezes resultam em incômodos com o corpo ao fim do processo gestacional, o que às vezes faz surgir o desejo de realizar uma cirurgia plástica que os solucione, ou que simplesmente faça o corpo voltar a ser como antes.

    Porém, não é recomendada a realização de procedimentos estéticos antes do bebê completar 8 a 12 meses pelo menos, que é o intervalo de tempo pós-parto em que o corpo já deve ter regularizado seu funcionamento. Mas ainda assim, só é indicada a cirurgia se a mulher já estiver com o peso próximo do seu normal, pois a ideia não é emagrecer, mas atingir maior harmonia das formas. Por exemplo, é comum que mulheres procurem pelo procedimento de correção de mamas, já que elas tendem a apresentar flacidez e de poderem apresentar leve queda. Também há quem deseje aplicar prótese de silicone nos seios por ter gostado de como eles ficaram durante a lactação. Mesmo assim, qualquer procedimento estético nas mamas só pode ser feito após três meses do fim do período de amamentação.

    Lipoaspiração, abdominoplastia e drenagem linfática também são bem procurados pelas novas mamães. No entanto, para realizar qualquer um desses procedimentos deve-se pensar que o pós-operatório para quem acabou de fazer um parto é bem mais complicado, pois a sensibilidade é maior e são necessários cuidados especiais e extremo repouso, um pouco difíceis quando se tem um recém-nascido em casa. E vale lembrar que os primeiros meses de vida do bebê criam os laços mais fortes com a mãe, essenciais para a saúde de ambos. Por isso, vale ponderar e pensar bem antes de decidir fazer uma cirurgia nessas condições, mas se o desejo persistir, é possível programá-la para quando o tempo indicado de espera acabar.

  • De onde vem o termo “cirurgia plástica”?

    13/11/2015 - Cirurgia Plástica

    “Plástica”, do grego plásticos, quer dizer moldar, modelar algo. Sendo assim, é a palavra ideal para a ciência que manipula e move tecidos do corpo para diversos fins. As técnicas de cirurgia plástica se dividem em reconstrutiva e estética.

    A cirurgia plástica teve seus primeiros registros na Índia, no século VI. Na época, já era realizado o procedimento que retira pele da testa para fazer reconstrução nasal, hoje comum para resgatar a aparência de pessoas que perderam todo ou parte do nariz devido a doenças. Na modernidade, as mazelas deixadas pela I Guerra Mundial exigiram que se inventassem soluções para resgatar a dignidade dos feridos. Sir Harold Gilles, pai da cirurgia moderna, usou de enxertos e retalhos de pele para reconstruir ferimentos, ou seja, retirando tecidos de partes do corpo e colocando na outra, mantendo a irrigação de sangue original. As técnicas de cirurgia plástica nessa mesma linha foram aprimoradas durante a II Guerra Mundial, em feridos que ficaram desfigurados e sem funções básicas do corpo.

    Depois que os cientistas atingiram os objetivos de reconstruir rostos e melhorar aparências, criou-se a cirurgia plástica estética. Agora seria possível manipular partes do corpo em busca de melhorias.

  • A importância da avaliação pré-operatória

    29/10/2015 - Cirurgia Plástica

    Independentemente de qual o tipo de cirurgia plástica que você pretende realizar, o momento da consulta de avaliação com o médico é crucial. Para que se defina as medidas mais indicadas a se tomar, é muito importante que o profissional conheça bem seu paciente e, assim, seja estabelecida uma boa relação entre esses dois.

    É na avaliação que serão feitos os exames que vão indicar se o paciente está de fato habilitado a ir para o centro cirúrgico. Também é importante constatar, nesse momento, o bom estado de saúde da pessoa, mental e físico, que devem ser os melhores possíveis para uma cirurgia bem sucedida. Caso existam patologias, uso de medicamentos, tabagismo ou outros problemas, o médico deve tentar solucioná-los, para não comprometer a saúde do paciente e também a realização da cirurgia.

    É muito importante que, nesse momento pré-cirúrgico, o paciente esclareça todas as suas dúvidas, medos e anseios com o médico, que por sua vez conhecerá as expectativas de quem será operado.

  • 10 motivos para largar o sedentarismo de vez

    28/08/2015 - Cirurgia Plástica

    Que os exercícios físicos são essenciais para se ter uma saúde equilibrada, todo mundo já sabe. No entanto, as razões pontuais para adquirir esse hábito nem sempre vem à tona. Por isso, listamos dez motivos bem precisos:

    1 –    Os exercícios são importantes para reduzir a porcentagem de gordura corporal, manter ossos fortes e preservar o sistema cardiovascular – e isso vale para qualquer idade, peso e condição média.

    2 –    Além de evoluir a taxa de colesterol bom (HDL), se exercitar ajuda a diminuir pressões arteriais elevadas, colesterol ruim (LDL e VLDL) e glicemia.

    3 –    No caso de pessoas jovens, os exercícios podem identificar precocemente possíveis disfunções no coração, como arritmias.

    4 –    O tipo de exercício indicado para cada pessoa, com suas particularidades, só pode ser indicado por um profissional da área. Pessoas obesas, por exemplo, correm mais risco de sofrerem lesões nas articulações e músculos, por isso indica-se que façam natação ou caminhadas.

    5 –    Mesmo que você esteja com o corpo totalmente apto a exercícios intensos, cuidado às possíveis lesões por esforço repetitivo. O corpo precisa de um tempo para se recuperar antes de voltar ao treino.

    6 –    É muito importante que seu médico avalie toda a sua condição física antes de qualquer início de academia ou afim. Conte sobre essa intenção, principalmente se for fumante, se tiver problemas respiratórios ou se estiver sedentário por muito tempo, que ele saberá como lhe guiar nesse processo.

    7 –    Sempre faça alongamentos, independentemente do tempo de treino que tiver. Eles são responsáveis pelo melhor desempenho na atividade e pelo seu bem-estar.

    8 –    Tente não fazer exercícios logo após as refeições do dia, ou se tiver ingerido muito álcool e tabaco. Espere o corpo processar todas essas substâncias.

    9 –    A fim de não sobrecarregar músculos específicos e regiões do corpo, procure variar os tipos de atividades de acordo com a orientação de seu médico.

    10 – E, claro, beba muita água durante o dia todo.

  • Alimentos prometem reduzir as suas medidas

    16/01/2014 - Cirurgia Plástica

    2014_01jan16_medidas_blog

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

    Canela. Por ter efeito termogênico, esse tempero aumenta o metabolismo basal. Além disso, é rico em antioxidantes, melhorando a atividade da insulina e reduzindo a compulsão por carboidratos.

    Vinagre. O vinagre possui uma substância que acelera o metabolismo, evita o acúmulo de gordura e inibe o apetite. O de maçã ainda possui função diurética.

    Iogurte. O cálcio é um elemento importante quando se trata de armazenamento e queima de gordura corporal. Esse nutriente impede que as calorias se armazenem em forma de gordura na região da cintura.

  • Dicas para uma ótima cirurgia no verão

    14/01/2014 - Cirurgia Plástica

    2014_01jan14_dicas_blog

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

    – Período ideal: verão normalmente vem cheio de festas, por isso é importante se organizar e marcar a operação com antecedência, já que ninguém quer perder a diversão para ficar no hospital ou em casa precisando se recuperar (para essa parte é bom aproveitar as férias do trabalho).

    – Evite viagens logo depois: viajar durante o período de pós-operatório não é bom, por isso o recomendado é ficar em casa. Durante o deslocamento, principalmente em viagens longas, o corpo fica muito tempo parado na mesma posição, o que prejudica a circulação do sangue, tendo o risco de trombose (inchaço, perda de sensibilidade e dor na perna e falta de ar).

    – Alimentação: o verão é conhecido como tempo de extrapolar na hora de comer, mas quem acabou de realizar uma cirurgia. Nessa hora, o corpo precisa de muitas vitaminas, por isso opte pelo leve: frutas, verduras e legumes são fundamentais, pois além de estar em recuperação, o calor da estação colabora para a perda de líquidos. Beber bastante água também é recomendado.

  • Conheça os benefícios do lifting frontal

    09/01/2014 - Cirurgia Plástica

    Duração do lifting frontal: dura de uma a três horas.

    Efeitos colaterais: dormência temporária da região tratada, desconforto, coceira e inchaço.

    Recuperação: retorno ao trabalho em até dez dias, atividades físicas depois de um mês após o procedimento e exposição ao sol após dois meses, sempre usando filtro solar.

    Resultados: longa duração, mantendo a aparência rejuvenescida.

    Técnica: no método convencional, é feita uma incisão atrás da linha do cabelo , para que a cicatriz não fique visível. Já no endoscópico, são feitas pequenas incisões, onde, com a ajuda de um instrumento, a pele da testa e levantada e os músculos e os tecidos subjacentes são ajustados para produzirem uma aparência mais suave.

    Anestesia: local, com sedação ou geral.

  • Curiosidades sobre a prótese de silicone

    07/01/2014 - Cirurgia Plástica

    2014_01jan07_curiosidades_blog

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

    O melhor é colocar o implante na frente ou atrás do músculo?

    Depende do objetivo da cirurgia. No entanto, para um efeito mais natural, a prótese deve ser colocada atrás do músculo, já para ter mamas mais projetadas, o ideal é que ela fique sobre ele.

     

    Se eu não gostar da plástica posso tirar?

    Pode, mas claro, há inconvenientes. Caso a pele já tenha se expandido para adaptar a prótese, a retirada deixará uma sobra de tecido, o que terá de ser corrigido com outra cirurgia. Por tudo isso, a plástica deve ser planejada bastante, para que se tenha certeza dos prós e contras.

    A prótese pode atrapalhar uma futura amamentação?

    Não. O implante nos seios não interfere na amamentação, pois ele é sempre colocado embaixo do tecido mamário, o que não impede a produção de leite normal.

  • As finalidades da otoplastia

    19/12/2013 - Cirurgia Plástica

     

    2013_12dez19_otoplastia_blog

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

    A otoplastia para arrumar as “orelhas de abano” corrige o afastamento delas da cabeça, que as faz parecerem maior do que realmente são. Além disso, forma a anti-hélice (dobra interna da orelha), que normalmente é apagada em quem tem a orelha desse jeito. Para esses casos, a idade ideal de se realizar a cirurgia é a partir dos 6 anos, quando a orelha já apresenta o tamanho adulto.

    A otoplastia estética, que corrige defeitos como uma orelha muito pequena ou melhora uma sequela de traumas, pode ser feita de três maneiras: com enxertos (material autólogo do próprio organismo), retalhos (tecidos locais) e material sintético (silicone e polietileno).

    Por mais simples que a otoplastia seja, ainda existem riscos, por isso é preciso seguir corretamente as recomendações do pré e do pós-operatório, para evitar problemas e ter uma plástica saudável.

  • 5 mitos e verdades sobre plástica

    17/12/2013 - Cirurgia Plástica

    1. O inverno é a melhor época para se realizar uma cirurgia plástica.

    Mito. Ela pode ser realizada em qualquer estação do ano. A recuperação da operação não será prejudacada por ela ser feita no verão ou em outra época.

    2. A celulite some com a lipoaspiração.

    Mito. As celulites podem até piorar, principalmente se existir flacidez na pele também.

    3. O fumo aumenta o risco de necroses.

    Verdade. Os fumantes correm um risco bem maior de problemas de cicatrização e morte de tecidos (necrose), pois a nicotina diminui o calibre dos vasos sanguíneos.

    4. A prótese de mama deve ser trocada a cada dez anos.

    Mito. Enquanto o implante estiver sem alterações não há necessidade de troca, por isso é importante realizar exames para acompanhar.

    5. Depois da lipoaspiração, o volume na região aspirada não volta mais.

    Verdade. Mesmo com um aumento do peso o contorno corporal não volta ao que era antes, mas é importante cuidar da saúde e alimentação sempre.

  • Curiosidades sobre a prótese de mama

    12/12/2013 - Cirurgia Plástica

    2013_12dez12_mama_blog

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

    Tamanho ideal: o médico deve ajudar a paciente a escolher o tamanho da sua prótese, de forma que garanta a harmonia do corpo, sendo analisado o tipo de mama, a projeção dela, a localização do mamilo, o tamanho da aréola, tipo e qualidade da pela e a assimetria.

    Anestesia: normalmente, a anestesia utilizada na cirurgia de prótese de mama é a local com sedação.

    Tempo de cirurgia: em média, essa cirurgia dura uma hora e meia.

    Dor: a dor é moderada nos primeiros cinco dias.

    Inchaço: dura nas primeiras três semanas. Sessões de drenagem linfática ajudam a reduzir o desconforto e acelerar a recuperação.

    Resultado final: a mama apresenta forma definitiva em mais ou menos dois meses.

  • Combinação de plásticas pode ser uma boa pedida

    10/12/2013 - Cirurgia Plástica

    Só de pensar que é possível e seguro realizar duas plásticas ao mesmo tempo já é um alívio, pois tem apenas um pós-operatório, uma anestesia e se recupera de duas técnicas em um único período.

    Existem cinco combinações mais procuradas pelo público feminino: prótese mamária+lipoescultura, mamoplastia realizada+lipoescultura, abdominoplastia+lipoescultura e aumento das nádegas e mamoplastia+abdominoplastia.

    É claro que esse tipo de escolha necessita de cuidados maiores e especiais. Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), a cirurgia “dois em um” não deve atingir mais de 40% do corpo, além de ter que ser feita em até seis horas, assim como as atenções devem ser ainda mais rígidas se a operação associar o corpo e o rosto.

     

     

  • Tenha um pós-operatório de lifting facial saudável

    05/12/2013 - Cirurgia Plástica

    Depois de realizar o2013_12dez05_facial_blog facial, é importante manter repouso relativo durante uma semana, usando compressas geladas nos olhos e sem deitar de lado. O curativo feito logo após a cirurgia é retirado no dia seguinte, e então é feito um novo que pode ser removido em até dois dias.

    É fundamental seguir rigorosamente as recomendações do médico, não utilizando outros analgésicos além dos indicados. Os pontos feitos na face e no couro cabeludo são retirados cerca de uma ou duas semanas depois do procedimento e é importante que o creme receitado seja aplicado nas cicatrizes deixadas por eles.

    Por volta do oitavo dia, o edema começa a diminuir e a face fica com um aspecto mais natural. No entanto, somente após um mês é permitido se expor gradativamente ao sol e iniciar a prática de exercícios físicos moderados.

  • 5 dicas para uma plástica segura

    03/12/2013 - Cirurgia Plástica

    –       Antes de toda operação é necessário fazer os exames de rotina solicitados pelo cirurgião, como eletrocardiograma, coagulograma e glicerina.

    –       Informe-se sobre o tempo preciso para a recuperação completa do procedimento ao qual irá se submeter, pois normalmente são feitas plásticas antes de eventos importantes, como um casamento, por exemplo, por isso é preciso se programar bem antes.

    –       Comunique o médico caso haja qualquer sinal de resfriado ou infecções dias antes da cirurgia ser realizada, pois ela deverá ser transferida até que o problema passe.

    –       Caso apresente complicações cardíacas ou seja diabético, o paciente deve pedir o acompanhamento de um especialista no assunto durante a cirurgia e o pós-operatório.

    –       Evite realizar um procedimento cirúrgico por vontade de outras pessoas, sem estar completamente certo sobre isso. O mais importante da plástica é fazer com que o paciente sinta-se bem consigo, não as outras pessoas.

  • Curiosidades sobre o lifting frontal

    28/11/2013 - Cirurgia Plástica

    Duração: de 1 a 3 horas.

    Recuperação: o retorno ao trabalho é permitido entre uma semana a dez dias depois da operação (se essa foi feita usando vídeo-endocópio). Atividades físicas podem ser feitas depois de um mês, já exposição ao sol, somente dois meses após a cirurgia, sempre com filtro solar.

    Resultados: duram por um longo tempo, deixando a pele do rosto rejuvenescida e sem aspecto de cansada.

    Efeitos colaterais: leve dormência, desconforto, coceira e inchaço nos primeiros dias.

    Anestesia: pode ser local, com sedação ou geral, depende da situação de cada paciente.

  • Os cuidados com o lifting facial

    21/11/2013 - Cirurgia Plástica

    –     É importante o cirurgião deixar claro para o paciente qual o tipo de anestesia e incisão utilizadas no procedimento.

    –       Evitar o uso de medicamentos como Aspirina® e que contenham vitamina E, por causa do risco de interferir no processo de coagulação.

    –       Não fumar na semana antecedente ao método, nem na primeira semana depois, pois isso pode interferir na cicatrização da pele e até causar feridas.

    –       Históricos de erupção ou herpes devem ser comunicados ao médico.

    –       Não ingerir bebidas alcoólicas dois dias antes do procedimento. 

  • 5 curiosidades sobre a abdominoplastia

    19/11/2013 - Cirurgia Plástica

    A cicatriz depende da quantidade de pele retirada.

    O tamanho da marca é relativo. Além disso, não é possível prever exatamente se ela vai ficar suave ou muito visível, pois isso depende da genética do paciente. Porém, pode ser uma boa troca: um contorno mais bonito por uma cicatriz.

    Não se faz abdominoplastia logo depois do parto.

    Durante 40 dias após dar a luz, a mulher passa por uma fase de alterações na coagulação, na parte hormonal e na retenção de líquidos, tempo que deve ser respeitado, portanto, sem cirurgias durante em média seis meses depois de ter filhos.

    O procedimento pode acabar com as estrias.

    Se essas marcas estiverem na parte retirada, elas vão embora definitivamente. Caso não, podem ter seu aspecto melhorado, mas não vão sumir.

    O tempo varia.

    A cirurgia pode durar de uma até três horas e meia, já a internação dura dois dias.

    Mater o resultado exige esforço.

    O segredo é tentar manter o peso ou perdê-lo (o que não pode é engordar) e fazer atividades físicas para tonificar a região do abdômen.

  • Recupere-se bem da abdominoplastia

    14/11/2013 - Cirurgia Plástica

    A recuperação total da abdominoplastia acontece normalmente dois meses depois da cirurgia, se não houver complicações. Nesse tempo, é comum que a região operada apresente inchaço e dor, mas eles podem ser amenizados com medicamentos indicados pele médico.

    Nos primeiros 15 dias, o paciente não pode esticar a região do tronco, para evitar a abertura dos pontos, usando sempre a cinta modeladora e cuidando da alimentação, segundo recomendações.

    Quanto aos hábitos diários, podem ser retomados aos poucos, mas evitando levantar muito os braços, o que deve ser feito pouco a pouco, repeitando o limite da dor. A volta ao trabalho deve ocorrer entre 10 e 15 dias depois da cirurgia, já os exercícios físicos, somente 3 meses após, começando com um ritmo leve.

  • Cuide-se depois da lipoaspiração

    12/11/2013 - Cirurgia Plástica

    Quando pacientes que passam pelo procedimento de lipoaspiração voltam a ter um estilo de vida sedentário e continuam sem ter hábitos saudáveis , o corpo volta a acumular gordura, desvalorizando a cirurgia plástica feita.

    Um estudo feito por cientistas da Universidade do Colorado, nos EUA (único país que ganha do Brasil na quantidade de lipos feitas por ano) aponta que normalmente após um ano tendo realizado a lipo, sem se cuidar, muita pessoas voltam a ficar com um contorno corporal que as incomoda.

    O mais importante na questão desse método é entender, antes de ir para a mesa de cirurgia, que a lipoaspiração não tem como objetivo diminuir o peso do paciente, apenas eliminar a gordura localizada e definir o corpo. Então, embora seja um procedimento seguro e com bons resultados, para que o corpo fique bonito depois é preciso manter uma rotina saudável, praticando exercícios e cuidando para a alimentação ser balanceada.

  • Os cuidados pós-operatórios da otoplastia

    08/11/2013 - Cirurgia Plástica

    –       Ao dormir, sempre procurar manter a cabeça elevada. Mesmo com algumas indicações de almofadas especiais (com uma abertura no meio), o melhor é evitar qualquer risco de machucar o local operado.

    –       Respeitar o o uso da faixa e do curativo de acordo com as orientações do médico.

    –       Comparecer a todas as consultas do pós-opertório, para que o médico possa avaliar os resultados.

    –       Seguir corretamente a prescrição médica.

    –       As atividades sem excessos poderão ser retomadas dentro de 4 ou 5 dias.

    –       Recomenda-se o consumo de alimentos com vitaminas, como frutas, e proteínas, como ovos, leites e carne.

  • O que acontece durante a lipo?

    06/11/2013 - Cirurgia Plástica

    Primeira etapa: o paciente é anestesiado para o seu conforto. O médico recomendará o melhor tipo de medicamento.

    Segunda etapa: a lipo é feita através de pequenas incisões, imperceptíveis. Para reduzir o sangramento e o trauma, uma solução líquida é infundida. Depois, um tubo oco é inserido através das incisões para soltar a gordura em excesso, indo e vindo. Então, a gordura é deslocada para fora do corpo, com a ajuda de um aspirador cirúrgico ou uma seringa.

    Terceira etapa: a melhora do contorno corporal só é percebida quando o inchaço e a retenção de líquido diminuem. Após a operação, é importante manter uma dieta saudável, se alimentando bem e praticando exercícios, para que o resultado da cirurgia seja preservado e o paciente não ganhe peso.

  • Você sabe o que são superfícies das próteses de silicone?

    01/11/2013 - Cirurgia Plástica

    Por causa da reação natural que o organismo tem com a presença de um corpo estranho nele, é formada uma cápsula fibrosa envolta da prótese de silicone que pode deformá-la, o que é chamado de contratura capsular. Com novas descobertas no campo da cirurgia plástica, os tipos de textura dos implantes foram sendo aperfeiçoados, para evitar a contratura capsular. Conheça cada tipo e as suas funcionalidades:

    – Implante liso: é o que tem o maior índice de contratura capsular (de 5% a 6%).

     – Implante texturizado: apresenta micro-rugosidades na superfície, que visam evitar a formação da cápsula. Possui índices menores de contratura capsular do que as lisas (de 2% a 3%). São as próteses mais utilizadas nas cirurgias de mama.

    – Implante de poliuretano: tem sua superfície revestida com espuma de poliuretano. É o que apresenta os menores índices de contratura capsular (0,5%), porém, é mais sensível à palpação e possui maiores chances de dobras. Geralmente é usada após contratura capsular intensa com prótese texturizada.

  • Atenções importantes para uma cirurgia de sucesso

    31/10/2013 - Cirurgia Plástica

    – Antes de realizar uma cirurgia no abdome, precisa-se analisar o estado dos ovários, úteros e aderências com um médico especialista.

    – A partir de certa idade, é necessário fazer mamografia ou ultrassom a fim de detectar nódulos antes de aumentar ou reduzir as mamas.

    – Não é recomendado realizar lipoapiraçõ em pacientes muito acima do peso, pois há limites a serem observados (não se pode lipar além do que o organismo suporta), e a pessoa pode não ficar satisfeita com o resultado.

    – Antes de corrigir um nariz largo ou alto, é preciso determinar as condições do septo ou cornetos, para não piorar a sua função.

    – Por último, é essencial lembrar que a plástica não serve para modificar a aparência de uma pessoa, mas para favorecer ou complementar o seu corpo e rosto.

  • O que o aumento de seios fará e não fará por você

    24/10/2013 - Cirurgia Plástica

    Antes de realizar uma cirurgia para aumentar os seios, é preciso saber se ela é realmente adequada para você. A função principal da mamoplastia de aumento é deixar os seios da paciente maiores, seja por eles já serem naturalmente pequenos ou para restaurar o volume deles depois da perda de peso ou gravidez. Esses mesmo implantes também podem ser utilizados na reconstrução do seio após um procedimento de mastectomia (remoção da mama) e outros problemas.

    É importante saber que a mamoplastia de aumento não irá corrigir seios muito caídos. Ela pode melhorar o preenchimento e a projeção deles, mas se você quer seios mais cheios e elevados por causa do amolecimento, o que realmente precisa é uma mastoplexia, ou elevação dos seios, juntamente com aumento deles. A elevação das mamas pode ser feita ao mesmo tempo que a operação de aumento, ou pode necessitar uma operação separada, quem decidirá isso será o seu médico, consultando-a, claro.

    Não esqueça que quem deve se satisfazer com a cirurgia é você, por isso não deixe-se influenciar por outras pessoas. Além disso, é preciso estar fisicamente saudável e ter os seios totalmente desenvolvidos para se submeter ao aumento.

  • Mitos e verdades sobre a mamoplastia redutora

    22/10/2013 - Cirurgia Plástica

    – Mamas grandes demais  podem gerar outros problemas de saúde, por isso a redução é importante.

    Verdade. Mamas muito pesadas podem causar problemas posturais, dermatológicos, como dermatites e micoses, e, claro, podem prejudicar a autoestima.

    – Seios flácidos também podem ser corrigidos com a mamoplastia redutora.

    Verdade. Apesar das cicatrizes serem diferentes, na gigantomastia é feito um “T” invertido e nas mamas caídas uma marca em torno da aréola, ela pode ser realizada nesse caso, talvez associando a inclusão de prótese de silicone.

    – Pode diminuir a sensibilidade do mamilo ou da mama.

    Verdade. Mesmo sendo raro, uma leve perda de sensibilidade pode ocorrer, principalmente na região da aréola.

    – Não é indicada para quem pretende engravidar.

    Mito. Por causa das alterações hormonais, o paciente deve esperar em torno de um ano após a cirurgia, mas somente isso, depois não há problema algum.

    – A cirurgia pode ser realizada em qualquer idade.

    Mito. Antes dos 18 não se pode fazer a mamoplastia redutora, pois os seios não se desenvolveram completamente. No entanto, casos sérios de gigantomastia, que alterem a postura e autoestima, podem ser avaliados e uma operação pode ser indicada.

  • Como é feita a abdominoplastia

    10/10/2013 - Cirurgia Plástica

    A abdominoplastia tem como função retirar o excesso de pele e gordura localizada do corpo, proporcionando a firmeza dos músculos abdominais, que resultam em uma barriga lisa e bonita.

    Depois de decidir realizar o procedimento, o cirurgião vai avaliar o abdômen do paciente, verificando onde estão os acúmulos de gordura. Usualmente, a abdominoplastia requer duas incisões. A primeira é horizontal, logo em cima dos pelos pubianos, se extendendo até os quadris, levemente curvada para cima. A segunda é vertical, finalizando ao redor do umbigo, por onde os excessos de pele da parte superior da região são separados das partes profundas. É dai que os músculos abdominais são suturados para que se tornem mais rígidos, o que proporcionará uma barriga plana e uma cintura definida. Essa pele é esticada para baixo, para ser removida, e o umbigo é recolocado na sua posição de origem.

    Após a cirurgia, drenos de aspiração são colocados no abdômen, com a função de evitar o acúmulo de líquios na região. Os drenos são colocados na parte inferior da barriga, permitindo que a cicatriz seja disfarçada por pelos pubianos. O paciente pode até ir para casa com esses drenos, que são de fácil manuseio, só causam dor na retirada, que pode ser feita na clínica com o cirurgião. Depois disso, as incisões poderão ser fechadas definitivamente, resultando em uma única sutura na linha da região púbica e uma dentro do umbigo. Finalizando, bandagens e curativos são colocados para proteger.

  • Saiba tudo sobre o lifting facial

    08/10/2013 - Cirurgia Plástica

    O lifting facial é um procedimento cirúrgico rejuvenescedor, que retira apenas o excesso de pele que sobra do reposicionamento da musculatura, por isso, traz um resultado bem mais natural do que as cirurgias de rosto de antigamente.

    Riscos

    Por causa da popularização de alguns procedimentos, o lifting ficou conhecido como apenas “uma puxadinha”, quando a realidade é outra. Esse método exige tantos cuidados como os outros, requer um bom hospital, exames diagnósticos e principalmente um excelente cirurgião.

    Anestesia

    A maioria das cirurgias de lifting são feitas com anestesia local e sedação. No entanto, o tempo de demora do procedimento, a existência de alguma doença e a idade do paciente podem infuenciar para que seja geral.

    Pós-operatório

    Depois da mesa de cirurgia, a cicatrização dependerá muito do organismo do paciente, portanto o tempo de retorno às atividades normais varia. Hematomas e inchaços podem aparecer em alguns pacientes, não se assuste. Normalmente a reclusão dura até três semanas, sempre com a avaliação do médico para garantir a sua saúde e segurança.

    Quem pode

    O lifting não depende da idade do paciente para ser realizado, mas da qualidade da pele dele. Por isso, se a flacidez estiver avançada e exposição ao sol ter prejudicado muito, você pode ir conversar com um especialista e aderir ao lifting para ficar mais bonita.

  • Conheça os níveis de peeling

    19/09/2013 - Cirurgia Plástica

    O procedimento de peeling é muito comum e quase não oferece risco. As únicas recomendações são avaliar precisamente qual é o melhor tipo para sua pele e evitar a longa exposição ao sol depois de realizado. Veja quais são os níveis de peeling e, junto com seu médico, escolha o melhor para você.

     

    Nível 1:

    Muito superficial: é indicado para peles sem brilho, secas, cansadas e maltratadas.

     

    Nível 2:

    Superficial: é indicado para peles com manchas superficiais, ásperas, rugas e acne ativa.

     

    Nível 3:

    Médio: é indicado para peles com rugas, manchas, cicatrizes de acne, sulcos e marcas de expressão.

     

    Nível 4:

    Profundo: é indicado para ples muito envelhecidas e com cicatrizes de acne muito profundas.

     

     

     

  • Os prós e contras da prótese de panturrilha

    19/09/2013 - Cirurgia Plástica

    Prós:

    –       A aplicação das próteses é relativamente simples (o procedimento assemelha-se ao do implante da prótese na região mamária).

    –       O paciente fica em média uma hora no centro cirúrgico, e 4- 6 horas na sala de recuperação por questão de segurança.

    –       Necessita-se de quatro ou cinco dias de repouso apenas.

    –       Após 10 dias, já pode retomar a maioria das atividades diárias, no entanto, as físicas demoram um pouco mais, entre 30 e 45 dias.

    –       A cicatriz fica praticamente imperceptível após seis meses.

    Contras:

    –       Como todo corpo estranho no organismo, pode ter seus inconvenientes.

    –       Dependendo da pessoa, a dor sentida depois da cirurgia pode ser forte.

    –       Pelo fato da pele da perna ser muito mais fina do que a das mamas, por exemplo, um simples trauma poderia expor a prótese.

    –       O paciente, já com o implante, precisará de atenção redobrada na hora de praticar esportes.

     

  • 5 curiosidades sobre a rinoplastia

    05/09/2013 - Cirurgia Plástica

    1. Uma cirurgia no nariz pode não ter nada a ver com vaidade. É comum malformações congênitas trazerem dificuldades respiratórias para as pessoas, mesmo com seu nariz podendo parecer normal esteticamente, o que as faz procurar uma correção plástica.

    2. Ninguém pode ter o nariz igual ao de algum ator ou atriz. Muitas pessoas acreditam que depois da mesa de cirurgia podem ficar com o nariz idêntico ao de alguma celebridade, mas isso é uma ilusão. O que o cirurgião é capaz de fazer é buscar a máxima semelhança possível, pois cada pessoa tem ossos diferentes no nariz, sem falar que ele precisa combinar com o resto do rosto do paciente, por isso é único.

    3. A rinoplastia geralmente dura ente 1 ou 2 horas, com o paciente sedado, obviamente. Após a operação, depois de até 4 horas para recuperação, a pessoa já pode ir para casa.

    4. É muito raro que uma cirurgia obstrua o nariz do paciente, na maioria das vezes, depois dela, ele consegue respirar normalmente. Caso isso aconteça, tubos plásticos podem ajudar na respiração por alguns instantes. Em torno de 5 a 7 dias, o paciente pode voltar a realizar suas atividades usuais.

    5. Embora possa parecer dolorosa demais, a recuperação causa apenas um desconforto, principalmente nos primeiros dias, por isso, algum analgésico será receitado pelo seu médico.

     

  • Cuidados ao se exercitar após uma cirurgia

    03/09/2013 - Cirurgia Plástica

    Algumas mulheres tem a ideia de que fazer uma cirurgia de aumento dos seios resolve todos os problemas estéticos e, por isso, abandonam os exercícios. No entanto, isso é errado, pois mesmo depois de uma operação, a prática de atividades físicas é essencial para manter o corpo bonito, sem falar que faz muito bem à saúde.

    Mas é preciso de certas atenções. Após qualquer cirurgia é necessário monitorar cuidadosamente a volta da prática de exercícios. O mais recomendado é um retorno progressivo, focando primeiro na volta das atividades das pernas e cintura, depois tronco e, três meses após o operatório, braços.

    Para quem gosta de correr também, é importante o uso de roupas que ofereçam uma boa sustentação para proteger as mamas, já que a corrida traz um desconforto, pois os seios fazem um movimento oscilatório de baixo para cima. Além disso, sempre lembre que é bom voltar a correr em um ritmo mais lento, começando com uma caminhada. E, na hora de dormir, é bom se deitar de lado, não de bruços, durante pelo menos três meses.

     

  • Os mandamentos da boa cirurgia

    29/08/2013 - Cirurgia Plástica

    –       Desconfie imediatamente de grandes facilidades, como cirurgias milagrosas com retorno direto das atividades cotidianas e preços incoerentes. Mágica não existe. Materiais de qualidade e uma boa internação não são baratos.

    –       Não existe novidade sempre. Boas técnicas, quando bem usadas resultam em ótimos resultados. No entanto, não aceite simulações por computador para o seu caso. Cada paciente é diferente e terá um resultado também diferente, pois os corpos tem suas próprias respostas à cirurgia e escrevem a própria evolução.

    –       Organize-se antes da operação, para que assuntos familiares e ligados ao trabalho não lhe preocupem. Na recuperação, a sua saúde é prioridade, por isso, converse com alguém que possa contar para receber todo o apoio necessário.

    –       Saiba bem as restrições que envolvem cada etapa da operação e tenha certeza que esse procedimento é o melhor para você, principalmente se a cirurgia envolver uma cicatriz mais evidente. Cicatrizes são definitvias. Mesmo que existam melhoras, não se pode retirá-las.

    –       Compareça a todas as consultas de acompanhamento determinadas por seu cirurgião plástico e siga as recomendações à risca.

     

  • Os cuidados antes da cirurgia plástica

    20/08/2013 - Cirurgia Plástica

    Cirurgia plástica é uma coisa muito séria, por isso, se for realizada de maneira errada, pode causar vários riscos. Saiba exatamente o que cuidar para que a sua operação seja um sucesso.

    O primeiro passo (e o mais importante) a dar depois de decidir que quer uma plástica é escolher um cirurgião capacitado. Por isso, não deixe de acessar o site da SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica) e certificar que o nome do escolido está certificado pelo órgão.

    Depois de decidir por um médico realmente habilitado, se preocupe em escalecer todas as suas dúvidas. Questões sobre a adequação da operação, como e onde ela será feita, quanto tempo durará a recuperação, quais são os riscos e como eventuais complicações poderão ser contornadas precisam ser levantadas.

    Não se pode esquecer que é fundamental fazer exames antes da cirurgia, pois seu estado de saúde precisa ser avaliado. Além disso, se a operação for grande, saiba que seu médico precisará de uma equipe qualificada para auxiliá-lo. E por último, se prepare financeiramente antes e fuja de parcelamentos quase infinitos, pois plástica não é um produto, como tentam vender clínicas desonestas.

    Com todos esses passos seguidos, tenha certeza de que a sua cirurgia tem chances muito maiores de dar certo e te deixar completamente satisfeita.

  • 5 verdades sobre a lipoaspiraçao

    16/08/2013 - Cirurgia Plástica

    1. Lipoaspiração não faz você perder peso. Quem faz lipoaspiração achando que vai perder muito peso está no caminho errado. Esse procedimento não é para dimunuir o quanto a pessoa pesa, mas para melhorar o contorno do corpo, removendo certa quantidade de gordura localizada.

    2. Há um limite de gordura a ser retirada. O Conselho Federal de Medicina diz que só pode ser retirado na cirurgia de 5% a 7% do peso corporal total da pessoa. Por isso, se a quantidade de gordura que precisa ser retirada for muito maior do que isso, não vale realizar o procedimento, pois será insatisfatório.

    3. O resultado não aparece do dia para a noite. Essa cirurgia “machuca” alguns tecidos, o que provoca um inchaço no local. Para isso desaparecer e o corpo voltar ao normal, pode levar até 30 dias. No entanto, o resultado final só se vê, em geral, em quatro a seis meses depois. Após a operação, algo que ajuda na recuperação é fazer drenagens linfáticas manuais.

    4. Após a lipoaspiração o paciente até pode se descuidar e engordar, mas só um pouquinho. Se o aumento de peso for pequeno, tudo bem, pois ele pode ser destribuído pelo corpo todo. Porém, a pessoa que acabou de se operar não pode engordar muito, pois estraga o efeito da cirurgia. Por isso, o pós-operatório deve ser baseado em uma alimentação saudável e com muitos cuidados.

    5. O pós-operatório é dolorido, sim! Apesar das pessoas reagirem diferente após o procedimento, todas elas afirmam que a recuperação pode ser bem dolorosa. Então, mesmo com a ajuda de analgésicos receitados pelos medicos, é importante estar preparado para dor.

     

     

  • Lançamento da Revista Nossa Gente

    16/08/2013 - Cirurgia Plástica

     

  • Os prós e contras da prótese de glúteo

    15/08/2013 - Cirurgia Plástica

    Prós:
    – O material utilizado nos implantes da plástica no bumbum é mais coesivo e consistentes do que o usado para plástica nos seios.

    –  Os implantes realmente melhoram o contorno dos glúteos, mas há riscos, como em qualquer procedimento cirúrgico.

    – Na maioria dos casos, não há necessidade de reposição, como acontece com os implantes do busto.

    Contras:

    – Existe a possibilidade de ocorrer um mau posicionamento das próteses quando a técnica não é bem realizada (Intramuscular).

    – O paciente debe  ficar até 10 dias sem  deitar de costas.

     

  • Próteses de silicone são suspeitas de causar câncer de mama na França

    26/12/2011 - Cirurgia Plástica

    No programa BOM DIA BRASIL da Rede Globo, exibiu uma breve matéria sobre próteses fabricadas na França que poderiam ter causado câncer e estão gerando protestos também na Inglaterra. A matéria foi infeliz por não de esclarecer que existem 5 fábricas de implantes mamários na França e que os referidos protestos são exclusivamente em relação a extinta marca Poly Implant Prothèse (PIP), que foi proibida e retirada do mercado mundial em Março de 2010, após a descoberta de que o silicone utilizado não era de grau médico e sim industrial. Este escândalo já se arrasta desde o segundo trimestre de 2010 e tomou maiores proporções este mês quando o governo Francês decidiu convocar 30 mil mulheres para retirarem as protéses, após o diagnostico de 8 casos de câncer em usuárias da marca.
    Como o Bom Dia Brasil é um programa com alto indíce de audiência e o fato da Eurosilicone estar localizada na França, é possivel que algumas pacientes solicitem algum esclarecimento.
    O primeiro ponto que deve ser ressaltado para as pacientes é que o escândalo se refere exclusivamente aos implantes da marca PIP que já foram retirados do mercado em Março de 2010 e que o Dr. Luis Carlos Rangel nunca uso implantes mamarios da marca Poly Implant Prothèse (PIP).
    As próteses fabricadas na França, mais usado pelo Dr. Luis Carlos Rangel, é da marca EUROSILICONE, em casos de possíveis questionamentos algumas informações :

    INSTITUCIONAL
    A Eurosilicone é uma empresa francesa de implantes de silicone há mais de 24 anos no mercado, com mais de 90 distribuidores e mais de 2 milhões de implantes mamários vendidos em todo o mundo.
    Nossos principais valores são o compromisso com a excelência através do desenvolvimento de produtos de qualidade e com excelente durabilidade.
    A moderna fábrica em Apt, França com capacidade de fabricação anual de aproximadamente 400.000 pares por ano, passou em 2011 por inspeção do Ministério de Saúde da França, não registrando qualquer problema ou intercorrência.

    QUALIDADE
    A Eurosilicone seleciona com extremo cuidado os materiais e métodos de fabricação utilizados para a confecção dos implantes de silicone.
    Considerada uma das melhores empresas de silicone por nossos resultados estéticos e consequentemente pela satisfação de médicos e pacientes ao redor do mundo.
    Nossos produtos passam por rigorosos testes de qualidade (mais de 100 etapas de controle) e são fabricados em conformidade com as normas ISO, certificados de acordo com as exigências da Diretiva Européia 93/42/ CEE e aprovados pela Anvisa sob o Registro MS 8019839003.

    Abaixo alguns links com vídeos que resumem os fatos mais recentes sobre o assunto:

    http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2011/12/polemica-na-franca-proteses-de-silicone-podem-ter-causado-cancer.html

    http://rionews.ws/?p=14194

  • Célula-tronco no lugar da próteses

    01/12/2011 - Cirurgia Plástica

    Tema de pesquisa polêmica, o uso de células-tronco na cirurgia plástica é debatido cada vez mais por especialistas.

    No encontro mundial de cirurgia plástica, realizado na Turquia, em maio, o cirurgião francês Yves-Gerard Illouz arriscou uma previsão: no futuro, a prótese de silicone será totalmente substituída pelo uso de células-tronco.

    Ninguém contestou. O respeitado médico francês foi quem inventou a lipoaspiração, em 1978, e a lipoenxertia logo depois (que injeta a gordura retirada em outra parte do corpo da paciente), para citar duas técnicas que, cada uma em sua época, foram recebidas com desconfiança pela classe medica.

    O uso de células-tronco na cirurgia plástica vem sendo tema de pesquisas, debates e muita polêmica nos últimos anos. De acordo com os cirurgiões, já há médicos vendendo falsos tratamentos.
    A gordura contém células tronco, mas é preciso que fique vem claro que o simples fato de injetar gordura no corpo, como é feito na lipoenxertia, não pode ser chamado de aplicação de células-tronco.

    O que alguns médicos começam a empregar é gordura enriquecida com células-tronco. A novidade é uma técnica considerada simples, as mesenquimais e pluripotentes. “Tratamento ja utilizado na Clinica Rangel de Cirurgia plástica para melhorar a qualidade da pele e atenuar as rugas”.
    Funciona assim: um anestesista colhe o sangue do paciente na cirurgia, centrifuga e separa o ‘’plasma rico em plaquetas’’ (conhecido como PRP). A gordura aspirada é acrescida, então, desde plasma antes de ser enxertada na face ou no corpo do paciente. É assim que a mama pode ser reconstituída, dispensando o silicone.
    Técnica só é feita em laboratório. Outra técnica consiste em isolar, em laboratório, as células-tronco presentes na gordura lipoaspirada, para aproveitá-las na hora de injetar esta gordura novamente no paciente. As células de gordura, por si só, ja tem célula-tronco, uma dose extra da resultados mais duradouro no rejuvenescimento.

    Especialista em biologia molecular, Omar Lupi, da clínica Cryopraxis, acredita que o futuro caminha para a possibilidade de transformar o material raspado da bochecha do paciente em células-tronco:
    ‘’É um processo mais higiênico, mais pratico, e que pode gerar quantidade maior em células-tronco do que o processo de isolar a gordura.’’

    Presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plastica, Sebastião Nelson ressalva que é difícil definir com exatidão os reais benefícios das células-tronco na plástica.
    ‘’É uma área em franca evolução, mas em estudos, apesar das ótimas perspectivas em relação ao tratamento de queimaduras, na recuperação da pele, por exemplo’’, diz.
    ‘’ Mais do que nunca, é preciso que os profissionais sejam cautelosos e éticos com a propaganda em torno do tema. ‘’

  • Terapia celular no tratamento sulcos, rugas, cicatrizes na face

    11/11/2011 - Cirurgia Plástica

    Fibroblastos são as células predominantes da segunda camada da pele humana (derme) e uma de suas funções primordiais é a produção de colágeno e elastina.

    Efeitos nocivos da poluição do ar, de raios solares ultravioletas e do tempo causam danos à estas células e a conseqüente perda de volume de derme, resultando no aparecimento de rugas de expressão e de envelhecimento.

    A terapia celular que utiliza os fibroblastos do próprio paciente, obtidos através de uma pequena biópsia ou de restos cirúrgicos, expande essas células em laboratório e reinjeta na área de interesse da pele. Viço, elasticidade e jovialidade são observados com a ação dos fibroblastos ativos.

    O tratamento é indicado para a correção de deformidades de contornos faciais, como sulcos nasolabiais, rugas, cicatrizes de acne e outros defeitos da derme.

    As maiores vantagens do uso de fibroblastos da pele são: eles são do próprio paciente (autólogos), ou seja, não são capazes de provocar alergias, rejeição, crescimento anormal e apresentam resultados de longa duração, porque são capazes de integrar-se na pele e manter produção contínua de colágeno e elastina.

  • Técnicas inovadoras e métodos consagrados em cirurgia plástica

    03/08/2011 - Cirurgia Plástica

  • A Clínica Rangel

    16/06/2011 - Cirurgia Plástica

     

     

    A Clínica Rangel foi planejada para proporcionar conforto, segurança e privacidade no atendimento a seus pacientes. Sua arquitetura mescla modernidade e suavidade, com decoração contemporânea e elegante, que promove o bem-estar desde a fachada.

    Possui estacionamento próprio, salas para atendimento e consultas, salas para cuidados pós-operatórios e salas específicas para procedimentos estéticos ambulatoriais.

    Faça um breve tour virtual pela Clínica Rangel e conheça a tudo o que temos a oferecer para melhor atendê-lo!
    Curta nossa Fan Page no Facebook para ver todas as fotos.

  • Conheça a trajetória do Dr. Luis Carlos Rangel na Cirurgia Plástica

    06/06/2011 - Cirurgia Plástica

  • Conselho publica orientações para cirurgiões plásticos

    03/06/2011 - Cirurgia Plástica

    Médico poderá registrar etapas da operação, como consultas, exames e alertas de riscos

    O CFM (Conselho Federal de Medicina) divulgou ontem um protocolo para orientar cirurgiões plásticos. Trata-se de um documento em que o profissional vai anotar cada etapa do procedimento, desde consultas até o pós-operatório, e registrar se informou o paciente sobre possíveis riscos.

O preenchimento do documento, por ora, é opcional, mas o presidente do conselho, Roberto Dávila, afirma que isso pode se tornar obrigatório e até mesmo se estender a outras especialidades. O objetivo é melhorar as informações prestadas ao paciente e reduzir as queixas depois da cirurgia. O formulário terá que ser assinado pelo médico e pelo paciente. Cada um ficará com uma via.

    O modelo está no site do CFM: www.portalmedico.org.br.

`

    “O documento não elimina os riscos da cirurgia, mas eles ficam reduzidos se tomarmos esses cuidados”, diz Antônio Gonçalves Pinheiro, da câmara técnica de cirurgia plástica do CFM. A iniciativa surgiu após reclamações de pacientes. Entre 2006 e 2010, a cirurgia plástica subiu do sexto para o terceiro lugar no ranking de processos no conselho.

A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica também terá um manual para os profissionais, com orientações sobre duração e número de procedimentos em uma cirurgia. Não haverá limite quantitativo. “Cada caso é um caso”, diz Sebastião Guerra, presidente da entidade. A publicação deve sair até outubro.

    Fonte: Folha de São Paulo

    Retirado do site da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (http://www2.cirurgiaplastica.org.br/)

     

  • Os poderes do Laser

    31/05/2011 - Cirurgia Plástica

    Boa parte dos procedimentos estéticos realizados têm como primeira indicação este feixe de luz concentrada. Os resultados vão desde a remoção de manchas a eliminação de pelos indesejáveis, com a vantagem da recuperação imediata

    O mundo, do jeito como o conhecemos hoje, seria impossível sem o uso do laser. Dentro da medicina há uma área em que o laser é um bálsamo, sobretudo no verão. Na dermatologia, além de remover as manchas de pele e as linhas de expressão, a luz corta literalmente o mal pela raiz, ao danificar os bulbos capilares e impedir o nascimento e o crescimento de pelos indesejáveis. Na temporada de corpos à mostra, não ter de se preocupar com a depilação e exibir as pernas lisinhas o tempo todo é (quase) um milagre.

    O primeiro aparelho de laser foi criado em 1960 com o objetivo de desenvolver uma fonte de energia para ser usada em experiências de laboratório. Em 1961, por obra da curiosidade de um oftalmologista pelas novas tecnologias, o laser foi usado para eliminar um tumor maligno da retina de um paciente, trazendo a técnica para a área médica. Mas o grande impacto do laser na medicina só viria na década de 90, com a difusão dos aparelhos por pulsos, o que permitiu o uso de potências elevadas em procedimentos delicados ou superficiais. De lá para cá, o laser tornou-se a primeira opção para nada menos do que 50% de todos os procedimentos médicos – o dobro em relação há vinte anos.

    Nenhuma área da medicina foi tão beneficiada pelo aperfeiçoamento do laser quanto a dermatologia. Ele é a principal indicação para 95% das terapias antienvelhecimento – da remoção de manchas ao aumento da produção de colágeno, a fibra responsável pela firmeza e elasticidade da pele. Na década de 80, o laser era utilizado em apenas 40% dos casos, sobretudo nas peles profundamente marcadas pelo tempo. “Nessa fase, eu não me atreveria a usar o laser em pacientes com menos de 40 anos”, diz Adilson Costa, dermatologista da Pontifícia Universidade Católica de Campinas. “As marcas do tratamento – vermelhidão e queimaduras – eram tão profundas que obrigavam os pacientes a ficar em casa por até um mês.” Atualmente, alguém que se submete a uma sessão de laser, não importa a finalidade do procedimento, pode sair do consultório do dermatologista diretamente para o trabalho.

    Todas as intervenções estéticas à base de laser consistem em danificar parte das células da área tratada, de modo a estimular a renovação celular. É nesse processo que manchas, vincos, marcas de expressão e pés de galinha desaparecem – ou são, no mínimo, bastante atenuados. É possível rejuvenescer a pele em até cinco anos, mas para isso é necessária uma aplicação por mês, durante quatro meses. Além disso, em dois anos é preciso voltar ao consultório do dermatologista. Existe, porém, um tipo de marca que o laser apaga para sempre – as cicatrizes provocadas pela acne. Até então, não havia nada que desse jeito nelas. De cremes a peelings abrasivos, vencer essas marcas era um dos maiores desafios da dermatologia estética. A empresária Gloria Varella, de 47 anos, concordou em se submeter ao tratamento quando o médico lhe garantiu que, depois das aplicações, ela não precisaria interromper suas atividades diárias. “Tive uma ótima surpresa: além de ir trabalhar no mesmo dia, ninguém notou os efeitos das aplicações”, diz. Depois da quinta sessão de laser, já notou a diferença: a pele de seu rosto está mais lisa, sem as manchas de gravidez e as cicatrizes de acne. “Já tinha usado tudo, de ácido retinóico a peelings agressivos. Nenhum procedimento foi tão eficaz quanto o laser”, diz ela

    Não há mulher que não sonhe com o dia em que se verá livre da depilação – poucas obrigações estéticas são tão chatas quanto ter de se submeter à cera quente ou fria de quinze em quinze dias. Pois o laser consegue matar os bulbos capilares, o nascedouro dos pelos. Depois de cinco meses de tratamento, com uma sessão por mês, os pelos praticamente desaparecem. Como a natureza dá sempre um jeito de driblar o homem, entre dois e cinco anos mais tarde, os pelos reaparecem – mas mais fracos. Para eliminá-los, é preciso fazer mais aplicações de laser – agora em sessões de manutenção, de uma a duas vezes ao ano. “Não existe tratamento de beleza mais prático e fantástico criado pela medicina do que a depilação a laser”, diz a apresentadora Sabrina Sato, de 28 anos. Há três anos, ela se submeteu a três sessões de laser nas axilas. Desde então, nunca mais recorreu a lâminas descartáveis. Um ano atrás, Sabrina voltou ao dermatologista para duas aplicações de manutenção. Às loiras, um alerta: o raio laser não consegue destruir os bulbos de pelos claros.

     

    Veja os tratamentos a laser realizados na Clínica Rangel

    Rugas e manchas (Laser ablativo)
    O tratamento pode ser superficial, médio ou profundo, obtendo ótimos resultados nas marcas de acne, rugas ao redor da boca e manchas. Melhora visivelmente a textura da pele.

    Depilação (RS)
    Depilação permanente e sem sofrimento. A plataforma StarLux trata todos os tipos de pele com segurança e eficiência. É possível remover os pelos de todas as partes do corpo, incluindo face, pernas, axilas, costas e até mesmo áreas mais sensíveis como o contorno dos seios e linha do biquíni.

    Rejuvenescimento (Deep)
    A Plataforma Starlux da Palomar através da aplicação de luzes faz aquecer a derme abaixo da superfície da pele promovendo a renovação do colágeno com efeito lifting. Deixa a sua pele visivelmente mais firme e com aparência jovem e saudável. Pode ser aplicado no rosto, abdômen, pescoço, pernas e braços.

    Remoção de Vasos (Luz Pulsada)
    Com o Laser é possível remover vasos indesejados.

    Fonte: Revista Veja – Edição 2146 – 06/01/2010

  • Preenchimento facial

    26/05/2011 - Cirurgia Plástica

    No Brasil, o preenchimento figura entre um dos procedimentos estéticos mais realizados nos consultórios médicos, perdendo apenas para o Botox em matéria de técnicas não-cirúrgicas.

    A substância campeã de uso é o ácido hialurônico por sua segurança e eficácia, visto que é produzida naturalmente pelo organismo, reduzindo a, praticamente zero, os riscos de alergias e reações adversas. O ácido hialurônico é popular pois retém água, hidrata e dá volume à pele e ao contorno facial, mas sua produção vai diminuindo à medida que passam os anos, podendo ser reforçada com as aplicações frequentes. O colágeno segue basicamente o mesmo princípio, com a desvantagem de risco de alergia por ser, geralmente, utilizado o colágeno bovino.

    Deve sim, ser reaplicado, após um período de, aproximadamente 6 a 12 meses, dependendo da qualidade do produto, pois o organismo elimina naturalmente o produto. Mas não pense nisso como uma desvantagem. Evita que a paciente exponha-se a substâncias permanentes, que podem resultar em efeitos estéticos não satisfatórios que serão igualmente permanentes.

    Os preenchimentos podem ser realizados para melhorar a aparência de pequenas linhas e rugas, dar volume aos lábios, melhorar a aparência de cicatrizes, levantar sulcos profundos e reparar outras imperfeições faciais, além de rejuvenescer o lóbulo das orelhas.

    Os procedimentos são realizados ambulatorialmente, com a aplicação de anestésico no local e, em seguida, é inserida uma agulha finíssima no local que recebe a substância. Os resultados são imediatos e pode aparecer um pequeno inchaço na área logo após o procedimento, que diminui com compressas frias. Hematomas também são possíveis de ocorrer, mas são rapidamente eliminados, aproximadamente em 3 dias, e disfarçados com o uso de maquiagem. Qualquer outra reação como coceira, vermelhidão ou nódulos, é resolvida com o uso de antiinflamatórios.

    De acordo com o Dr. Luis Carlos Rangel, as orientações para um bom resultado são as seguintes:

    1. Não manipular as áreas tratadas após a aplicação;

    2. Use maquiagem para disfarçar qualquer inchaço ou vermelhidão que possam ocorrer;

    3. Não se preocupe caso perceba o aparecimento de pequenos nódulos (bolinhas) no local. Elas devem desaparecer em torno de 30 dias;

    4. Poderão ser necessárias mais sessões para obter e manter os resultados desejados;

    5. Ocorrendo qualquer problema, o seu médico deverá ser avisado imediatamente;

    6. Não realizar qualquer outro procedimento estético sem antes comunicar seu médico.

     

    Por Assessoria de Comunicação Clínica Rangel

     

  • Cirurgiões Plásticos discutem regra de segurança

    25/05/2011 - Cirurgia Plástica

    Falta de consenso sobre limite de tempo para operações atrasa publicação de documento

    O manual de segurança que a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica vai lançar até outubro não vai estabelecer limite de tempo para operações nem um número máximo de procedimentos, segundo Sebastião Guerra, presidente da entidade. 
A Sociedade prepara uma cartilha de segurança desde o começo do ano passado. 
Em março, o cirurgião Ewaldo Bolivar de Souza Pinto, presidente da comissão de ciência e segurança da entidade, apresentou uma versão do documento. 
O texto, noticiado pela Folha, estabelecia um limite de quatro horas para cirurgias e previa a realização de exames pré-operatórios. 
De acordo com Guerra, depois da apresentação, a cartilha continuou em debate. “O assunto causou polêmica e mobilizou alguns médicos.” 
A versão final não está pronta. “Entendemos que a duração da cirurgia é um ponto importante, mas, isoladamente, não quer dizer nada.”

     

    Fonte: Folha de São Paulo

  • Viemed Nano: resultados excelentes, agora disponíveis na Clínica Rangel

    24/05/2011 - Cirurgia Plástica

    A Viemed Nano surgiu a partir da necessidade de manutenção dos tratamentos realizados em consultórios médicos, acompanhando o alto grau de inovação tecnológica dos novos procedimentos estéticos.

    A nanotecnologia, com ativos encapsulados em nanopartículas permite maior absorção e penetração mais profunda dos princípios ativos e, como consequência, resultados muito mais perceptíveis.
    De acordo com o fabricante, além dos benefícios já citados, os produtos apresentam as seguintes vantages:

    •    Maior poder de hidratação
    •    Maior poder de oclusão
    •    Aumenta a especificidade da ação do ativo
    •    Aumenta a estabilidade química do ativo
    •    Aumenta a penetração celular do fármaco
    •    Leva a substância ativa ao local de ação
    •    Reduz os efeitos adversos

    Com 3 linhas de produtos diferenciados, a Viemed Nano inova no mercado brasileiro de cosméticos de última geração.

    A linha NLight promove hidratação facial, a partir de ativos antioxidantes que rejuvenescem e clareiam a face, como o Resveratrol, a Coenzima Q10 e as vitaminas A,C e E. Os efeitos são uma pele iluminada, mais firme, com rugas e linhas reduzidas e ainda protégé da ação dos radicais livres.

    A Linha Nrich é prática e tem ação hidratante, calmante e cicatrizante, podendo ser usada tanto no corpo quanto no rosto. Enriquecido com vitaminas A, E e TCM, devolve à pele seu aspecto natural, evita lesões dérmicas, mantém a integridade celular, hidrata profundamente e protege a pele.

    Já a Nchant é específica para o combate da celulite e redução da gordura localizada. Possui como ativos a Sinefrina, que promove a quebra de gordura, a Escina, que recupera a firmeza da pele, Cafeína, que atua na queima de grodura localizada, Diidromiricetina, inibidor da formação de novas gorduras, e o Óleo de Arroz, um hidratante rico em antioxidantes. Seu uso contínuo reduz o efeito casca de laranja, diminui a celulite, elimina e impede a formação de gordura localizada e firma a pele.

    É uma linha completa para potencializar os tratamentos realizados e complementar sua rotina de beleza. Esses produtos você encontra na Clínica Rangel. Entre em contato, marque uma visita e conheça tudo o que a Clínica oferece para os cuidados com sua saúde e beleza.

     

    Por Assessoria de Comunicação Clínica Rangel


  • Primeiro Aplicativo de Cirurgia Plástica para Facebook

    19/05/2011 - Cirurgia Plástica

    O FAQ Visual da Clínica Rangel acaba de ganhar uma versão para Facebook. O aplicativo, o primeiro desenvolvido para Cirurgia Plástica no Facebook,  permite que você acesse as perguntas mais frequentes sobre Cirurgia Plástica ou envie suas dúvidas para que o Dr. Rangel responda.

    Navegando pela silhueta feminina, carro-chefe do aplicativo desenvolvido pela Capella Design, é possível acessar as diversas áreas do corpo e as perguntas frequentes relacionadas aos procedimentos disponíveis para cada uma delas. Não encontrando a resposta desejada, o aplicativo dispõe ainda de uma ferramenta que permite ao usuário fazer a sua própria pergunta ao cirurgião.

    Conheça o aplicativo acessando o link abaixo e identificando-se no Facebook.

    http://apps.facebook.com/faqvisualrangel/

     

  • Beleza de dentro para fora

    17/05/2011 - Cirurgia Plástica

    A alimentação equilibrada, com o consumo de alimentos funcionais, cumpre diversos papéis importantes para nosso corpo e saúde, prevenindo e até mesmo combatendo algumas doenças, através da promoção do equilíbrio do organismo. Essa harmonia das funções orgânicas torna-se aparente à medida que retarda os efeitos do tempo e resulta em boa forma física e mental.

    A nutrição influencia na aparência da pele, dos cabelos, unhas, olheiras, celulite, acne, gorduras localizadas além de outros probleminhas estéticos que afligem as mulheres. De nada adianta malhar e cuidar da pele se a sua alimentação está desequilibrada. Os efeitos dos exercícios físicos, cremes e tratamentos estéticos são potencializados através de uma dieta adequada às necessidades de cada um. Não existem milagres, mas alguns alimentos que são fonte de nutrientes específicos podem trazer importantes benefícios para a estética e a boa forma.

    A dieta adequada, que atenda aos objetivos específicos de cada um, depende de um profissional especializado que fará, a partir da análise e avaliação de objetivos, hábitos, preferências e rotina, uma dieta personalizada, com os nutrientes necessários e quantidade exata de calorias para cada pessoa. O acompanhamento pode ser semana, quinzenal ou mensal, de acordo com a necessidade e disponibilidade do paciente.

    A Clínica Rangel disponibiliza este serviço de Personal Diet, com atendimento na Clínica ou no local de preferência do paciente.  A nutricionista Renata Rech, graduada em Nutrição pela Rede Metodista de Educação do Sul (IPA) e Especialista em Psicologia e Reeducação do Comportamento Alimentar pelo Instituto IPGS, é quem presta este serviço exclusivo e altamente personalizado.

     

    Veja quais as vantagens de ter um Personal Diet:

    •  Comodidade. O Personal Diet se desloca até os locais de escolha de seus clientes: residência, local de trabalho e outros;

    •  Saúde, bem-estar e qualidade de vida através de uma alimentação mais saudável e balanceada;

    •  Dedicação e exclusividade. O atendimento, a avaliação nutricional, o plano alimentar e o cardápio proposto são feitos com base nos objetivos de cada cliente;

    •  Praticidade, melhor aproveitamento do tempo e resultado efetivo. Para o atendimento nutricional, o cliente não precisa se deslocar até o consultório;

    •  Flexibilidade de horários, atendimentos aos finais de semana;

    •  Nutrição com foco na estética;

     

    Opções adicionais para personalizar ainda mais o seu atendimento:

    •   Atendimento Personalizado familiar;

    •   Planejamento de cardápios semanais e mensais;

    •   Elaboração de lista de compras;

    •   Acompanhamento com o cliente no supermercado ou feira-livre;

    •   Receitas diversas Diet e Light e orientar o preparo das mesmas;

    •   Realização de treinamento aos cozinheiros (aula de culinária, aulas de higiene e de alimentos e utensílios, elaboração de coquetéis, etc…);

    •   Orientar quanto às informações nutricionais dos rótulos de alimentos;

    •   Orientar nas escolhas em restaurantes, Fast Foods, festas e eventos;

    •   Acompanhamento nutricional a clientes com restrições dietéticas em qualquer situação clínica (diabetes, hipertensão arterial, dislipidemias, doenças cardiovasculares, entre outros).

     

    Entre em contato com a Clínica Rangel e agende seu horário! Pacientes da Clínica contam com descontos especiais!

     

    Por Assessoria de Comunicação Clínica Rangel

  • Debutando no bisturi

    12/05/2011 - Cirurgia Plástica

    A busca por formas perfeitas atinge quase todas as mulheres, inclusive as adolescentes. Muitas delas, inclusive, estão procurando a cirurgia plástica para mudar o corpo ou corrigir alguma imperfeição. Para lidar com pacientes cada vez mais jovens, profissionais afirmam que é preciso avaliar o grau de maturidade de cada uma e a real necessidade de um procedimento cirúrgico.

    Muitos pais nem se surpreendem mais ao ouvir o pedido de presente de aniversário da filha adolescente: uma cirurgia plástica. A onda de turbinar os seios, fazer lipoaspiração, corrigir uma imperfeição no nariz ou até mesmo reparar orelhas de abano está mesmo em alta nos consultórios médicos. Segundo a mais recente pesquisa da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), dos 629 mil procedimentos cirúrgicos estéticos realizados no Brasil entre setembro de 2007 e agosto de 2008, 8% foram feitos em adolescentes. Antes de mais nada, é preciso dizer que a Organização Mundial da Saúde (OMS) considera o período de adolescência dos 10aos 19 anos de idade, fase em que acontece a puberdade, muitas transformações psicológicas e a passagem da infância para a vida adulta. Mas com o corpo e a personalidade ainda em pleno desenvolvimento é possível que adolescentes se submetam a um procedimento cirúrgico estético ou mesmo reparador? “Grande parte das cirurgias plásticas não pode ser realizada na puberdade, pois o adolescente ainda está sofrendo mudanças corporais”, explica o cirurgião plástico Naif Thadeu (SP). Entretanto, o médico ressalta que com a puberdade cada vez mais precoce, a cirurgia plástica de mama, por exemplo, pode sim ser feita em pacientes de 14 anos em diante, desde que a jovem tenha ciclo menstrual há mais de dois anos. Já a otoplastia pode ser realizada a partir dos quatro anos de idade, sem nenhum comprometimento ao desenvolvimento da criança.

    Critérios clínicos e psicológicos

    Ao receber uma jovem paciente no consultório, o cirurgião plástico Naif Thadeu explica que a primeira coisa a ser feita é uma avaliação clínica e psicológica para verificar se a garota está mesmo preparada para a cirurgia. “Nenhum médico consciente e responsável irá fazer um procedimento cirúrgico por modismo.Ele só é realizado quando existe realmente uma necessidade ou a 
adolescente está muito incomodada com alguma parte do corpo.” Segundo o cirurgião plástico Romeu Frisina Filho, do Hospital Amaral Carvalho (SP), a adolescência é um período de muitas mudanças e incertezas e, por isso, o profissional deve avaliar o nível de maturidade da paciente e, se for preciso, até mesmo contraindicar a cirurgia. “A idade não é o mais importante e, sim, o amadurecimento. Existem meninas de 15 anos que já são mães, trabalham e têm responsabilidades de adultos, e outras que ainda são muito infantis, não tendo maturidade para entender e avaliar o resultado e os limites de um procedimento cirúrgico.” A psicoterapeuta Léa Michaan (SP) ressalta que a adolescência também é o período em que se inauguram as relações amorosas. Por conta disso, muitos jovens estão procurando a ajuda do bisturi mais cedo. “A adolescente ainda não conhece o seu poder de sedução e investe com muita força na aparência, apelando inclusive para as cirurgias plásticas.” Ela acredita que, para fins estéticos, muitas vezes seria mais conveniente esperar a fase adulta para decidir sobre algo tão importante. Nesse quesito, a participação dos pais se torna ainda mais importante para a orientação da adolescente. Ao perceber uma obsessão exagerada pelo corpo e por formas perfeitas, o diálogo franco e acolhedor com a filha é o melhor caminho.

    Pressão para um corpo perfeito

    Muitas adolescentes acabam até em depressão se não conseguem atender às expectativas com relação ao corpo. “Quem não se encaixa nos padrões de beleza, apela para mudanças drásticas. Isto é uma pena, porque as adolescentes acabam perdendo a individualidade, tornando-se todos uniformizados”, diz a psicoterapeuta Léa Michaan. Para evitar quadros de depressão por conta da insatisfação exagerada com o corpo, os pais exercem um papel fundamental, tanto na orientação das adolescentes quanto como próprio exemplo. S e eles também estão com a mente ocupada com a aparência, os filhos não serão muito diferentes. A psicoterapeuta recomenda conversar sempre com os adolescentes de maneira acolhedora. “Escute os filhos com atenção para perceberem que são mais do que aparência.”

    As mais pedidas dos teenagers

    Mamoplastia de aumento

    O implante de silicone é colocado via inframamária, periareolar, axilar, umbilical ou abdominal, normalmente de forma retroglandular (atrás da glândula) ou retromuscular (depois do músculo). A cirurgia dura entre duas e quatro horas, com anestesia geral, local ou peridural associada à sedação. O pós-operatório envolve repouso, uso de sutiã cirúrgico por 45 dias e sessões de drenagem linfática, além de não poder tomar sol por um mês e meio. O resultado é perceptível totalmente após três meses. Pode ser feita na adolescência? Sim, depois de dois anos da primeira menstruação, quando as mamas não irão aumentar mais.

    Lipoaspiração

    É indicada para retirar a gordura localizada e harmonizar o contorno corporal. No procedimento, é introduzida uma cânula fina por meio de pequenas incisões junto ao púbis e ao umbigo para aspirar a gordura e remodelar a região. A anestesia é local ou peridural com sedação. O pós-operatório pede repouso por uma semana, evitar esforços excessivos por um mês e uso de cinta modeladora por três meses. Pode ser feita na adolescência? Sim, desde que o desenvolvimento físico da adolescente já tenha sido completado e após avaliação física e psicológica criteriosa do profissional.

    Otoplastia

    É recomendada para pacientes com orelha de abano. O médico faz uma pequena incisão atrás da orelha para retirar a pele em excesso
e descolar a cartilagem, modelando uma nova dobra superior. A cirurgia dura cerca de uma hora, com anestesia geral, para crianças de até nove anos, e local com sedação para as demais idades. No pós-operatório não é permitido manipular a região. Pode ser feita na adolescência? Sim, o procedimento pode ser realizado a partir dos quatro anos de idade.

    Rinoplastia

    É a cirurgia plástica no nariz, indicada para pacientes incomodados com seu tamanho ou formato. A cirurgia varia de uma a duas horas, com anestesia local com sedação ou geral, dependendo do caso. As incisões internas não deixam cicatrizes aparentes. Já os procedimentos de cortes externos, feitos na dobra do nariz, deixam marcas camufladas e pouco aparentes. O pós-operatório inclui imobilização do nariz com material plástico e tamponamento nasal por 24 a 48 horas, para conter o sangramento. Também é necessário repouso e dormir com a cabeça elevada. Pode ser feita na adolescência? Sim, seja por razões estéticas ou por problemas respiratórios, como septo nasal e sinusite.

    Fonte: Revista Plástica e Beleza

  • Segurança nos procedimentos cirúrgicos começa na escolha do Hospital

    10/05/2011 - Cirurgia Plástica

    Os procedimentos cirúrgicos realizados pelo Dr. Luis Carlos Rangel e sua equipe são, na sua maioria, realizados no Hospital Divina Providência, cujo Centro Cirúrgico, composto por Bloco Cirúrgico, CTI Adulto, Sala de Recuperação e Centro de Materiais e Esterilização (CME), oferece toda a estrutura e apoio necessário para cirurgias tranquilas e com bons resultados.

    O Centro Cirúrgico poussui 8 salas montadas com equipamentos de última geração, realizando em torno de 50 cirurgias diárias,  de várias especialidades, entre elas, cirurgias plásticas. Além da tecnologia, conta com equipe altamente qualificada e especializada, pronta para atender a todas as necessidades de seus pacientes, desde o pré-operatório até a recuperação, que possui uma área externa repleta de natureza como complemento.

    O Centro de Tratamento Intensivo (CTI Adulto) funciona no mesmo andar do Centro Cirúrgico e foi estruturado com a mais moderna tecnologia para dar qualidade superior ao atendimento. Mantém rigoroso controle de infecções e foi o primeiro setor do Hospital a contar com Prescrição Médica Eletrônica.

    A Sala De Recuperação, além de modernos equipamentos, oferece todo o conforto e amparo de equipes treinadas para oferecer atendimento humanizado, proporcionando bem-estar aos pacientes.
    O Centro de Materiais e Esterilização (CME) é o setor que garante a todo o Hospital Divina Providência materiais esterilizados para o uso em todos os tipos de procedimentos.

    O Hospital Divina Providência, primando pela qualidade e segurança na assistência ao paciente, implementou o Serviço de Prevenção e Controle de Infecção (SPCI), e orgulha-se de ser reconhecido por manter  um dos menores índices de infecção hospitalar do Brasil.  Para obter esse índice baixíssimo, é essencial o empenho dos profissionais de todas as áreas do Hospital Divina Providência, seguindo  o controle ideal de condutas e protocolos.

    O serviço ainda é responsável pelo controle de resíduos hospitalares, elaboração de rotinas e protocolos de assistência ao paciente e saúde ocupacional dos funcionários, além de haver um acompanhamento da prescrição de antibióticos visando o seu uso racional.

    É a partir dessa preocupação constante com o bem-estar de seus pacientes que a Clínica Rangel estrutura seus serviços, pensando no todo e não apenas uma parcela dele.

    Por Assessoria de Comunicação Clínica Rangel

  • Cirurgia Plástica no inverno e suas vantagens

    06/05/2011 - Cirurgia Plástica

    O inverno registra sempre aumento no número de cirurgias plásticas, em torno de 50%, de acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Isso deve-se, não somente ao fato do desejo de chegar no verão em forma e com tudo no lugar, mas ao fato de que o pós cirúrgico durante as baixas temperaturas é mais tranquilo e oferece certas vantagens.

    1. A radiação solar é menor no inverno,  favorecendo quem se submete a cirurgias plásticas, pois não devem expor-se ao sol sob o risco de prejudicar o processo de cicatrização e adquirir manchas e cicatrizes escurecidas;
    2. Favorece o repouso, facilitando a recuperação no pós-operatório;
    3. Reduz o desconforto causado pelo uso de cintas ou malhas compressivas e curativos, além de ficarem mais facilmente escondidos sob as roupas;
    4. A incidência de inchaços e edemas é menor, com menos incômodo no pós-operatório;
    5. O período é favorável a breves férias, facilitando o acesso ao repouso e, consequentemente, a recuperação no pós-operatório.

    Todos esses benefícios proporcionam, além de uma recuperação mais rápida e confortável, melhores resultados aos procedimentos realizados.

    Fonte: www.info-cirurgiaplastica.com

    www.abril.com

     

  • As cirurgias campeãs

    02/05/2011 - Cirurgia Plástica

    Apesar de todas as novidades que surgem todos os dias nas Clínicas de Cirurgia Plástica e Estética, alguns procedimentos continuam no topo do ranking dos mais procurados. Devem a popularidade ao fato de serem aquelas intervenções que atacam diretamente os problemas que mais incomodam as mulheres, como culotes, pneuzinhos, seios, face, etc.

    Com o tempo, as técnicas evoluíram, ficaram menos invasivas, com uma recuperação mais tranquila e resultados mais naturais.

    Pesquisas apontam quais são as técnicas mais solicitadas nas Clínicas de todo o Brasil, com detalhes que farão você ficar louca para realizar seu sonho em matéria de tratamento estético!

    1. Lipoaspiração:

    Por que é uma das preferidas? Porque elimina aquela gordura localizada insistente, de difícil eliminação por outras formas, de várias regiões do corpo. A outra vantagem é sua rápida recuperação e retorno às atividades normais. As mulheres buscam, em sua maioria, atacar áreas como abdômen, flancos e lateral superior das coxas.

    A técnica: O resultado vai depender de diversos fatores, como textura da pele da paciente, os cuidados pós-operatórios e a escolha da técnica adequada a cada pessoa. A anestesia varia entre local, peridural e geral. A cirurgia consiste em inserir uma cânula bem fininha, em pequenas incisões estrategicamente localizadas na área desejada, e aspirar a gordura. Há a possibilidade de retirar entre 5% a 7% do peso corporal, não sendo aconselhável ultrapassar essa quantidade.

    Existem variações como:

    • Minilipoaspiração – Para pequenas áreas;
    • Vibrolipoaspiração – Um aparelho promove uma vibração que quebra as células de gordura, facilitando a sua retirada;
    • Lipo Circunferencial – Indicada apenas para os membros, aspirando a gordura de toda a circunferência de coxas ou braços;
    • Ultrassônica – Com um ultrassom, a gordura é liquefeita e é retirada com mais facilidade;
    • Lipoescultura – Usa-se a gordura aspirada de algumas áreas para preencher outras.

    Pós – operatório: Você vê as dicas e cuidados pós-operatórios no nosso FAQ Visual.

    2. Mamoplastia de aumento:

    Por que é uma das preferidas? Permite àquelas mulheres, cujos seios naturais são pequenos, darem um up no decote. Sua maior vantagem é o aumento na auto-estima da mulher, com recuperação simples.

    A técnica: Com anestesia local, peridural ou geral, e incisões em diversas alternativas de locais. O implante pode ser submamário, periareolar ou axilar. Há o descolamento da glândula mamaria, para inserção e posicionamento da prótese abaixo do músculo peitoral, garantindo um resultado bem natural.

    Pós – operatório: Você vê as dicas e cuidados pós-operatórios no nosso FAQ Visual.

    3. Plástica de nariz:

    Por que é uma das preferidas? Pois permite às mulheres que não gostam de seus narizes, por serem grandes, tortos ou grossos, recuperarem a auto-estima e a harmonia estética da face.

    A técnica: O procedimento pode ser realizado por dentro ou por fora das narinas, com anestesia geral em ambos os casos. O cirurgião acessa e remodela a cartilagem ou o dorso nasal, se necessário. Os cortes são mínimos e ficam imperceptíveis.

    Pós – operatório: Você vê as dicas e cuidados pós-operatórios no nosso FAQ Visual.

    4. Plástica de pálpebras (Blefaroplastia):

    Por que é uma das preferidas? Porque rejuvenesce a expressão e, consequentemente, o rosto.

    A técnica: É realizada com anestesia local e sedação. Para a retirada de bolsas de gordura, as incisões são mínimas e feitas dentro da mucosa conjuntiva interior e na curva do côncavo, não deixando marcas aparentes. Quando há a necessidade de retirada de pele, a incisão é feita na pálpebra, mas também é pequena e as cicatrizes ficam bem camufladas.

    Pós – operatório: Você vê as dicas e cuidados pós-operatórios no nosso FAQ Visual.

    5. Botox:

    Por que é uma das preferidas? Por não ser um procedimento cirúrgico, não é invasivo e pode ser realizado ambulatorialmente, com recuperação muito rápida e resultados imediatos de rejuvenescimento.

    A técnica: Aplicado com uma agulha finíssima no músculo facial, reduz sua força de contração e o relaxa, atenuando as rugas da região. Os locais mais comuns são a testa, a glabela (entre os supercílios), pés-de-galinha, queixo, nariz, canto da boca e frente do pescoço.

    Pós – operatório: Você vê as dicas e cuidados pós-operatórios no nosso FAQ Visual.

    Fonte: Revista Plástica & Beleza

  • 27° Jornada Sul Brasileira de Cirurgia Plástica

    26/04/2011 - Cirurgia Plástica

    Nos dias 28 a 30 de abril, Gramado recebe a 27° Jornada Sul Brasileira de Cirurgia Plástica, no Hotel Serrano Resort. O tema central desta edição é o Contorno Corporal, cuja programação científica explora toda a abrangência do assunto.

    O Evento homenageia o Dr. Carlos Oscar Uebel a nível regional,  a Dra. Lydia Masako Ferreira a nível nacional e homenageia o convidado internacional, Dr. Constantino Mendieta, dos Estados Unidos.

    A Jornada promove nova edição do Mutirão da Cirurgia Plástica, onde pacientes selcionados receberão uma cota de solidariedade, através de cirurgias plásticas gratuitas realizadas por um grupo de cirurgiões plásticos voluntários.

    O Evento é promovido pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

    Mais informações no site da SBCP.

    http://www2.cirurgiaplastica.org.br/index.php?option=com_wrapper&view=wrapper&Itemid=224

  • Vaidade Masculina

    15/04/2011 - Cirurgia Plástica

    Atualmente, a vaidade não é mais uma característica exclusivamente feminina. Os homens tem tomado conta das academias de ginástica, prestam mais atenção à moda, frequentam salões de beleza e estética e, procuram por cirurgias plásticas, não se limitando apenas às cirurgias de calvície.

    A maior parte deles busca a lipoaspiração, totalizando 35% dos atendimentos referentes a esse procedimento nas clínicas. Tudo isso deve-se à estrutura genética e hormonal dos homens, que favorece o aparecimento da “barriguinha”e dos “pneuzinhos”, geralmente muito resistentes às dietas e aos exercícios físicos. Os questionamentos, geralmente partem da preocupação em perder as características masculinas. Mas eles não tem com o que se preocupar, outras caracteríticas próprias do gênero permitem que os efeitos da lipoaspiração sejam superiores em relação às mulheres, com ótimos resultados.

    Nos cuidados com o corpo, outra cirurgia com bastante procura nas Clínicas é o implante de silicone no tórax. Muitos não conseguem alcançar os resultados esperados com a malhação e recorrem à esse tipo de procedimento, promovendo formas mais próximas  a estrutura física masculina.

    A vaidade deles não para por aí. Eles tem buscado tratamentos para retardar os sinais da idade, por motivações que vão além da vaidade e da saúde. O mercado de trabalho tem exigido profissionais mais confiantes, levando os homens a buscarem um aumento na auto-estima através dos cuidados físicos. De acordo com a SBCP, nos últimos cinco anos, a procura do sexo masculino por cirurgias plásticas e tratamentos estéticos subiu de 5% para 30% dos casos, mostrando que o mercado da beleza não é mais apenas privilégio do sexo feminino.